resistividade do solo importância

Você já ouviu falar sobre o aterramento elétrico, certo? Ele é uma medida de segurança muito importante para evitar curto-circuitos, choques elétricos, sobrecarga de energia e evitar diversos outros riscos à integridade física dos usuários e comprometimento de bens.

O aterramento elétrico possui um fio terra, que conecta a rede diretamente ao solo como uma rota de fuga em caso de acúmulo de energia.

Para determinar o sistema de aterramento para novas instalações, é necessária uma verificação do solo quanto à sua resistividade. Para entender melhor, continue lendo.

O que é a resistividade do solo?

A resistividade do solo se refere à quanto fluxo elétrico ele é capaz de absorver e resistir.

Essa resistividade abrange fatores diversos, como a composição do solo e seu teor de umidade. Na projeção de sistemas de aterramento, a profundidade do solo é também um fator crítico a ser analisado.

Para que serve a medição de resistividade do solo?

Bom, cada material se comporta de forma distinta quando colocado sob influência de fluxo elétrico e raramente um solo é homogêneo, composto do mesmo material base em toda sua extensão.

Isso significa que a corrente elétrica se dissipa radialmente de forma desigual por fatores como materiais, profundidade, umidade e vários outros, sendo necessária uma medição de resistência para verificar a segurança do aterramento.

O instrumento mais usado nessas medições é o terrômetro.

O solo pode apresentar valores de resistividade distintos com fatores influentes como o antes citado teor de umidade, o seu grau de compactação, a fração granulométrica e sua variação composicional.

Cada camada de solo possui uma espessura e um valor de resistividade, então a medição vai dizer em qual camada o fluxo elétrico deve ficar posicionado.

Há alguns métodos estabelecidos nas normas IEEE81 e a NBR 7117/2012 que definem os requisitos para medição de resistividade do solo, como sua amostragem física, o método de variação de profundidade, e os métodos de dois e quatro pontos a partir dos arranjos de Wenner e Schumberger.

Qual a importância de medir corretamente a resistividade do solo?

Um bom sistema de aterramento deve contar com um estudo aprofundado do solo antes do início de uma construção, levando em consideração todos os aspectos possíveis para que sua execução ofereça o maior nível de segurança possível. Os valores resultantes da medição de resistividade do solo são de fundamental importância para o cálculo que vai subsidiar o desenvolvimento do projeto em seu melhor potencial.

Se certifique sempre de verificar os métodos utilizados para medição de resistividade quanto ao espaço geográfico e as condições geológicas, visando um trabalho elétrico de excelência, garantindo um aterramento elétrico seguro para a construção.

Após todos os trâmites de verificação, medição e análises matemáticas para determinar as condições reais do solo, é possível desenvolver um projeto seguro, responsável e que minimiza ou elimina os riscos de acidentes de cunho elétrico e também geológico, assegurando um resultado sério e de qualidade para a sua construção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA