O que é correção de fator de potência

Problemas como sobrecargas, quedas e perdas elétricas na sua instalação? A solução pode ser apenas corrigir o fator de potência.

Para entender melhor e garantir segurança, economia e baixo risco no uso da rede elétrica, primeiro precisamos entender um pouco melhor sobre a potência.

Tipos de potência e o fator

Existem três tipos de potência:

Potência aparente (VA)

É o tipo de potência que determina o fornecimento da fonte. É a potência total; a soma dos outros dois tipos.

Potência ativa (W)

É aquilo que a nomenclatura propõe: a potência ativa gera movimento, calor e luz. É o uso efetivo da energia, responsável pelo trabalho.

Potência reativa (VAr)

É a potência responsável pelos campos magnéticos, criando e gerenciando as cargas que serão induzidas. Não faz um trabalho efetivo, como a potência ativa, mas é responsável por fornecer as ‘ferramentas’ para tal.

Fator de potência

O fator de potência é a indicação de eficiência e qualidade da energia em um determinado circuito ou equipamento.

Explicando de forma simplificada, é a energia sendo transformada em trabalho na quantidade adequada para funcionamento; uma relação direta entre a potência ativa e a potência aparente.

O fator de potência é calculado pela expressão FP=kW/kVAr e tem como resultado um valor de 0 à 1, sendo 1 o fator de potência ideal. Quanto menor o índice, mais baixa a eficiência e o rendimento.

Correção do fator de potência

Ao corrigir o fator de potência e manter um uso correto e adequado da energia, é possível evitar danos como superaquecimento de aparelhos, desgaste prematuro, quedas de tensão, perdas de carga, diminuição de potência e outros danos à aparelhagem e à corrente.

A correção do fator de potência visa garantir mais eficiência e desempenho sem cargas desajustadas, prolongando a vida útil de aparelhos e equipamentos.

O responsável pelo fator de potência mais baixo é, geralmente, o consumo maior de energia reativa em relação à energia ativa.

Para equilibrar essa balança, pode-se neutralizar a potência reativa com o uso de um banco de capacitores.

O banco de capacitores gerencia as necessidades conforme demanda: a carga capacitiva antecipa a corrente e carga indutiva antecipa tensão, o que, combinadas e equilibradas, modificam o valor de potência para o mais efetivo possível, interligando capacitores em paralelo com as cargas.

Esse cálculo deve ser feito por um especialista e determinado conforme o consumo e a necessidade de melhorar o desempenho de funcionamento de qualquer equipamento.

Mantendo o fator de potência equilibrado e dentro dos limites, a energia elétrica tem um melhor aproveitamento, proporcionando economia de energia, uma mais longa vida útil de aparelhos, redução de calor e evita manutenção desnecessária no quesito funcionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA