aterramento eletrico

Você sabe o que é aterramento elétrico e qual o seu objetivo? Saiba mais a respeito lendo o texto a seguir.

O aterramento elétrico é uma das maneiras de interferir na eletricidade com maior segurança, ajudando assim a proteger e se certificar do melhor funcionamento de uma instalação elétrica, além de manter em dia as exigências de normas.

De acordo com a ABNT, o aterramento quer dizer colocar equipamentos e instalações no mesmo potencial, de forma que não haja nenhuma diferença de potencial entre equipamento e terra.

Isso é pensado para que ao operar esses equipamentos ou máquinas elétricas ou fazer a manutenção, o profissional  eletricista  não corra riscos de receber descargas elétricas diretamente do equipamento ou máquina que estiver manuseando.

Fazer o aterramento de um equipamento está diretamente ligado a interligar esse equipamento ou dispositivo com a terra ou com uma massa que seja capaz de substituí-la.

Sendo assim, quando ouvimos falar sobre um equipamento aterrado, está sendo afirmado que ao menos um dos seus terminais estão ligados à terra de forma proposital.

Quando é necessário o aterramento?

Muitas vezes os equipamentos não apresentam necessidade de aterramento elétrico para funcionar, mas quando falamos de um nível alto de tensão a referência é na maior parte das vezes um potencial “zero”, e se essa referência falhar, será causado um mau funcionamento desse mesmo equipamento.

É possível concluir então que um objetivo sobre a terra é ligado ao seu potencial, no caso, estar aterrado eletricamente.

Mas qual então é o objetivo do aterramento elétrico?

O objetivo principal do aterramento elétrico está dividido em três partes: a proteção à integridade física do profissional, o facilitar o funcionamento dos dispositivos de proteção e o  descarregar cargas eletrostáticas de carcaças de objetos e equipamentos.

Manutenção da segurança física

O maior objetivo do aterramento elétrico é sem dúvidas a manutenção da segurança física do ser humano, seja no uso doméstico ou profissional da eletricidade.

Um equipamento não aterrado não tem a capacidade de se desfazer da corrente de fuga, portanto, se uma pessoa entra em contato inevitavelmente vai sofrer a total descarga elétrica dessa estrutura.

Já com o aterramento elétrico, essa corrente não atinge a pessoa, mas sim é direcionada à terra através dos condutores.

É preciso lembrar de que  todas  as  instalações elétricas precisam ter esse sistema de prevenção, mesmo as emendas, que precisam estar sempre impecavelmente feitas.

Priorizar a segurança é sempre um investimento válido, e essa prevenção pode evitar prejuízos inestimáveis à vida. Não desconsidere a importância do aterramento elétrico, avalie as vantagens e não se coloque em risco.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA